Tecnologia

O processo de produção dos metais sanitários fabricados pela Esteves apresenta as seguintes etapas: ferramentaria, fundição (derretimento do metal), forjaria (as peças são conformadas, isto é, moldadas por meio de prensas de precisão), estamparia (a peça a ser confeccionada é prensada contra um molde e assume o formato a que se destina), usinagem (cortes e furações),laminação e tratamento de superfície – galvanoplastia (banho de cobre, níquel e cromo contra a corrosão e para dar brilho à peça) e pintura eletrostática.

As peças plásticas são fabricadas pelo processo de injeção. O parque de máquinas da Esteves conta com diversos equipamentos de alta tecnologia, resultado de um processo de modernização da área fabril que se iniciou no final de década de 80, e que permitiu um salto qualitativo em termos de processos. Esse desenvolvimento tecnológico possibilitou a instalação da área de Galvanoplastia em 1996, com investimentos de US$ 1,5 milhão. A empresa conta também com seis Centros de Usinagem preparados para realizar todas as fases desta etapa do processo.

A utilização da forjaria na confecção dos produtos é um diferencial da Esteves, processo que torna as peças mais leves e permite desenhos que outros processos não permitiriam, além de alta produtividade. A utilização de sistemas de informática modernos e completos possibilita maior controle de produção e estoque, o que agiliza os prazos de entrega e facilita a inclusão dos pedidos pela Internet. Estas são algumas das medidas colocadas em prática pela empresa e que são fundamentais para seu destaque entre as principais indústrias do setor.